Baleia aparece no mar Báltico e alarma ambientalistas

Segundo especialistas, há poucas possibilidades de sobrevivência para o animal

Efe

30 Julho 2008 | 17h46

Um alarme entre biólogos soou depois que uma baleia jubarte foi encontrada a poucos quilômetros da costa báltica alemã, um habitat insólito para esta espécie. Segundo especialistas, há poucas possibilidades de sobrevivência para o animal.   Esta baleia é a primeira a ser encontrada no mar Báltico nos últimos 30 anos, já que entre 13 de agosto e 8 de novembro de 1978 pôde-se observar outra baleia no mesmo local. Antes disso, a última documentação de cetáceos na região data de 1851.   As primeiras imagens do animal foram registradas na sexta-feira, 25, no cabo Arkona e permitiram ao Museu Marítimo Alemão identificar sua espécie.   Como disse uma cientista da Sociedade de Proteção dos Mamíferos nesta quarta-feira, 30, Petra Daimer, a baleia deve encontrar o quanto antes o caminho de volta para o Oceano Atlântico pois, quanto mais longe for, mais frias serão as águas e menos alimento encontrará.   Entre os motivos que podem ter levado o cetáceo a desviar-se de seu rumo, os especialistas apontam a busca por alimentos ou a desorientação, provocada pelo intenso tráfego marítimo e pelas perfurações submarinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.