Australianos compram água para evitar desabastecimento

Governo de Estado no sul do país afirma que compra ocorre devido à seca na região.

Da BBC Brasil, BBC

05 Dezembro 2008 | 19h51

A região mais seca da Austrália, o Estado da Austrália do Sul, decidiu comprar 231 bilhões de litros de água para evitar o risco de desabastecimento em 2009. As autoridades locais afirmam que gastaram dezenas de milhões de dólares para garantir que a quinta maior cidade do país, Adelaide, e o Estado tenham água suficiente. A seca é comum no sul da Austrália, uma região que normalmente recebe pouca chuva. A falta de chuvas e uma grande redução no fluxo de água do rio Murray deixaram o governo estadual sem garantias de que o nível de água será suficiente para o consumo em 2009. Os níveis de água na bacia do rio Murray, área que produz 40% das frutas, vegetais e grãos do país, registraram quedas dramáticas. Mercado A secretária de Segurança Hídrica do Estado, Karlene Maywald, afirmou que parte dos bilhões de litros de água sairá de recursos hídricos compartilhados com os Estados de Nova Gales do Sul e Victoria. Maywald afirmou que a região tem água suficiente para atender às necessidades em 2008, mas não acumulou o necessário para a temporada 2009-2010. "Então, tomamos a decisão de comprar água do mercado temporário", disse a secretária. Em uma entrevista ao site australiano ABC News, o governador Mike Rann descreveu a medida como "precavida e sensata". "Já compranos água há anos, mas esta está sendo comprada como uma garantia para as necessidades humanas mais importantes", afirmou. "Acredito que o que ela (Maywald) fez foi absolutamente precavido e sensato na pior seca dos últimos mil anos, segundo especialistas", acrescentou. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.