Austrália apaga luz de monumentos e dá início à Hora do Planeta

Expectativa para o terceiro ano do evento é de adesão em 120 países.

BBC Brasil, BBC

27 Março 2010 | 09h36

Alguns dos monumentos mais famosos da Austrália tiveram suas luzes apagadas neste sábado para marcar o início da Hora do Planeta, uma iniciativa mundial que tem por objetivo chamar a atenção para o aquecimento global.

A Opera House e a Harbour Bridge de Sydney, o Luna Park de Melbourne e o Parlamento em Canberra ficaram às escuras a partir das 20h30 (hora local, 6h30 em Brasília). Este é o horário em que, localmente, pessoas de todo o mundo estão sendo incentivadas a apagar suas luzes.

Segundo o jornal australiano ABC News, milhões de casas também aderiram ao "apagão" em todo o país.

Cidades em 120 países devem aderir à Hora do Planeta, criada por australianos em 2007. Na ocasião, apenas as luzes dos monumentos de Sydney foram desligadas.

Já no ano passado, cerca de 50 milhões de pessoas aderiram ao evento em todo o mundo.

Este ano, os organizadores esperam que o número aumente.

Eles contam também com a promessa de que 1,2 mil dos monumentos e pontos mais conhecidos do planeta terão as luzes apagadas - entre eles, a Torre Eiffel, em Paris, o Big Ben, em Londres, a Cidade Proibida, em Pequim, as Pirâmides do Egito e a "Strip", de Las Vegas.

A Hora do Planeta vem ganhando cada vez mais projeção com o apoio e o patrocínio de grandes empresas multinacionais.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.