Ativista é indiciado no Japão após protesto contra baleeiros

Promotores japoneses indiciaram criminalmente nesta sexta-feira um ativista neozelandês que subiu em um navio baleeiro na Antártida após confrontos entre caçadores de baleias e ambientalistas.

REUTERS

02 Abril 2010 | 11h52

As frequentes tentativas do grupo Sea Shepherd de bloquear a caça anual às baleias têm causado irritação no Japão, onde o governo afirma que essa é uma importante tradição cultural.

Alguns especialistas em direito dizem que o Japão quebra normas internacionais, como o Tratado da Antártida. Em fevereiro, a Austrália deu ao Japão um prazo até novembro para interromper a caça no Oceano Antártico. Caso o Japão insista, a Austrália ameaçou ir às cortes internacionais.

Pete Bethune foi preso no mês passado no Japão e está indiciado por várias acusações, como o porte de uma faca durante o embarque ao navio, disse um porta-voz do governo.

(Reportagem de Yoko Nishikawa)

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE JAPAO BALEIAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.