Artista povoa floresta com silhuetas que 'refletem meio ambiente'

Esculturas espelhadas se camuflam entre árvores; instalação questiona impacto humano

BBC

30 Maio 2012 | 05h39

 

Uma instalação com seis silhuetas em tamanho real - três femininas e três masculinas - se camufla entre as árvores do parque florestal Queen Elizabeth, na Escócia. O trabalho se chama Vestiges (Vestígios, em português) e é assinado pelo artista Rob Mulholland.

 

As esculturas, que se tornaram elementos permanentes no local, foram feitas de perspex, uma espécie de acrílico, e, em seguida, revestidas com um material espelhado. A proposta de Mulholland é fazer as pessoas refletirem a respeito do impacto do homem sobre o ambiente.

 

"Cada escultura leva de um a dois meses para ser feita, e a maior parte das silhuetas masculinas foi baseada em mim mesmo", disse o artista à BBC Brasil.

 

"Inicialmente, o conceito de 'Vestiges' foi uma resposta específica a mudanças históricas relativamente recentes. O sentido de uma comunidade perdida ressoa sobretudo na Escócia, já que muitas comunidades das montanhas foram forçadas a deixar suas terras para dar lugar à criação de ovelhas no século 18." O artista também tem esculturas espelhadas em outros lugares da Escócia.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.