PMESP
PMESP

Arara-vermelha é morta com estilingue no interior de SP

Ave foi abatida com bolinha de aço por homem em Teodoro Sampaio; suspeito pagará multa de R$ 5 mil e responderá por crime ambiental

Sandro Villar, Especial para O Estado

27 Julho 2017 | 19h13

Uma arara-vermelha foi morta por um homem que usou um estilingue com bolinha de metal na tarde de quarta-feira, 26, em Teodoro Sampaio, no oeste de São Paulo. A ave foi abatida quando se alimentava de frutos em uma árvore da espécie sete-copas no bairro Estação.

Depois de matar a arara-vermelha, que está na lista de animais em extinção, o suspeito, de 47 anos, levou a ave para casa. Ele foi surpreendido por policiais ambientais quando começava a depenar a

Arara.

O suspeito, que não teve o nome revelado, pretendia usar as penas para fazer um quadro, segundo a Polícia Ambiental, que recebeu uma denúncia anônima. A carcaça seria jogada no mato, de acordo com a corporação. Ele foi multado em R$ 5 mil e responderá por crime ambiental, como prevê o artigo 29 da lei de crimes ambientais. 

 

Mais conteúdo sobre:
Teodoro Sampaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.