Apreendidos 400 caminhões de madeira ilegal na Amazônia

Ação fechou 13 madeireiras e serralherias e faz parte de esforço para cumprir meta contra desmatamento

Reuters,

08 Abril 2009 | 16h04

As autoridades brasileiras apreenderam o equivalente a 400 caminhões de madeira, em uma grande ação contra madeireiros, disse o governo nesta quarta-feira, 8. Trata-se do mais recente esforço para conter a destruição da Amazônia.

 

Veja também:

Plano quer restaurar 15 milhões de hectares da Mata Atlântica

Animais silvestres morrem durante obras do Rodoanel

Conheça os vários biomas brasileiros

A evolução do desmatamento na Amazônia

Grandes reportagens: Amazônia

 

Durante a operação surpresa em Nova Esperança do Piriá, a 190 quilômetros a leste de Belém do Pará, a polícia fechou 13 madeireiras e serralherias, confiscando tratores, armas e munição, disse o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, durante visita à região. Os donos fugiram do local.

 

A repressão é a última em uma série de medidas do governo para atingir a nova meta de reduzir a destruição da floresta amazônica em 50% durante a próxima década.

 

"Nós estamos determinados a parar o desmatamento - essa operação é um alerta aos madeireiros ilegais", disse Minc.

 

O governo brasileiro abandonou, no ano passado, anos de oposição a metas contra o desmatamento e está agora sob pressão para mostrar ao mundo que pode conseguir resultados, particularmente nas proximidades da reunião de Copenhague para determinar o novo acordo climático

 

Minc quer reduzir o desmatamento a cerca de 9.500 quilômetros quadrados em 12 meses a partir de julho, menos que os 11.900 km² do ano anterior.

Mais conteúdo sobre:
desmatamento Carlos Minc

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.