'Amazônia - Ainda é possível salvar?' volta às bancas domingo

TV Estadão fará em fevereiro um evento para discutir os caminhos para a salvação da Amazônia

da Redação,

17 de fevereiro de 2008 | 00h43

A revista "Amazônia - Ainda É Possível Salvar?" volta neste domingo, 17, às bancas da Grande São Paulo em uma nova tiragem especial. Com preço de capa de R$ 9,90, a revista nasceu do investimento do Grupo Estado em grandes reportagens e motivou a mostra Amazônia Photography, aberta ao público até 14 de março, no Wilson Center, em Washington.  A edição especial tem 124 páginas e apresenta uma questão central: "ainda é possível salvar a Amazônia?" Para apontar os problemas e discutir as soluções para a região de maior biodiversidade do planeta, repórteres e fotógrafos do Estado foram a campo, revelando preciosidades sobre a fauna, a flora, os rios, os habitantes, os exploradores amazônicos No dia 16 de janeiro, dando continuidade ao projeto, foi inaugurada no Wilson Center, em Washington (EUA), uma exposição com 52 imagens das expedições. A mostra ocorrerá paralelamente a um seminário sobre sustentabilidade. Depois de Washington, a exposição se tornará itinerante, ocupando centros de universidades americanas. Harvard e Columbia já manifestaram interesse.  A exposição fotográfica "Amazônia Sem Retoques", que acontecerá em São Paulo, terá em sua abertura dia 28 de fevereiro um fórum, somente para convidados, com o objetivo de discutir o futuro do meio ambiente, reunindo autoridades e personalidades importantes do setor.  O fórum de abertura contará com Marina Silva, ministra do Meio Ambiente, e Virgílio Viana, secretário de Ambiente do Estado do Amazonas, como palestrantes. Paulo Sotero, diretor do Brazil Institute Woodrow Wilson International Center for Scholars, prestigiará o evento como apresentador.  O coordenador dos debates será Carlos Marchi, jornalista e um dos autores das reportagens publicadas na Revista Amazônia. Entre os debatedores, estarão Luiz Fernando Furlan, ex-ministro de Desenvolvimento Econômico, Washington Novaes e Marcos Sá Corrêa, ambos jornalistas e articulistas do jornal O Estado de S. Paulo.  Após o fórum, a exposição será aberta para visitação. A exibição, com entrada franca, estará no Museu Brasileiro de Escultura (Mube), que fica na Avenida Europa, 218, no Jardim Europa, do dia 29 de fevereiro até 23 de março.

Tudo o que sabemos sobre:
Amazôniaestadao.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.