Alemães presos na COP-15 são condenados

Manifestantes foram condenados por atos violentos contra polícia e cumprirão regime de liberdade condicional

EFE

18 Fevereiro 2010 | 10h47

Dois alemães foram condenados na quarta-feira após protestar em Copenhague, na Dinamarca, durante a Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Um homem de Berlim de 36 anos foi condenado a 30 dias de prisão e outro de 22 anos, de Frankfurt, foi condenado a 14 dias.

 

O primeiro foi acusado de pisar num policial e o segundo, de cuspir em policiais. Eles foram presos preventivamente no dia 16 de dezembro do ano passado, assim como outros 250 manifestantes. 

 

Durante a conferência do clima em Copenhague, mais de 2 mil pessoas ao todo foram presas em protestos. Os condenados ficarão em regime de liberdade condicional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.