Alasca quer permissão para poços offshore

Governo tenta anular a suspensão federal para perfuração em águas do Oceano Ártico

Afra Balazina, O Estado de S. Paulo

10 de setembro de 2010 | 11h43

O governo do Alasca iniciou um processo para tentar anular a suspensão federal para a perfuração offshore em águas do Oceano Ártico. Em maio,o secretário do Interior, Ken Salazar, suspendeu um pedido da Shell Oil para perfurar poços exploratórios nos mares de Chukchi e Beaufort.

 

O governador do Alasca, Sean Parnell, afirma que Salazar ilegalmente não consultou os funcionários do Estado nem emitiu uma decisão por escrito justificando a moratória.

 

O porta-voz de Salazar, Barkoff Kendra, diz que o Ártico apresenta desafios ambientais únicos e mais informações sobre o risco de derramamento de óleo e a capacidade de resposta a um acidente.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.