Alasca ganha santuário de baleia branca

Cerca de 5.000 quilômetros quadrados de oceano no Alasca, nos Estados Unidos, serão transformados em reserva ecológica para a baleia-branca (Delphinapterus leucas), também conhecida como baleia-beluga. O objetivo do governo americano é promover a conservação do mamífero, que habita as águas frias em torno do Círculo Polar Ártico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.