5,8 milhões de litros de álcool vazam em rio de PE

A empresa estadual de Recursos Hídricos e Meio Ambiente investiga se o acidente causou poluição

Angela Lacerda, da Agência Estado,

08 de novembro de 2007 | 15h05

O rompimento da solda de um dos tanques da Destilaria São Luiz, no município de Maraial, na zona da mata, a 170 quilômetros do Recife, provocou o vazamento de 5,8 milhões de litros de álcool hidratado.   O vazamento durou seis horas - teve início por volta das 22 horas de quarta-feira e foi controlado na madrugada - e atingiu o rio Pirangi e uma área de reflorestamento no entorno da destilaria.   A empresa estadual de Recursos Hídricos e Meio Ambiente investiga se o acidente provocou a poluição do rio - que corta o município - e em que nível. Duas equipes de bombeiros trabalharam no controle do vazamento. A chuva que caiu durante a noite ajudou a afastar possibilidade de explosão.     Segundo a direção da destilaria, em 25 anos de existência, é a primeira vez que ocorre um vazamento.   A empresa produz 350 mil litros de álcool combustível por dia e estima um prejuízo de R$ 5 milhões. Estavam armazenados no local 21 milhões de litros de álcool hidratado.

Tudo o que sabemos sobre:
riopoluiçãoálcoolpernambuco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.