2012 é até agora o ano mais quente registrado nos EUA

Os primeiros oito meses de 2012 foram os mais quentes já registrados no território contíguo dos EUA, e o atual verão boreal é o terceiro mais quente do país desde o início dos registros, em 1895, disse o Centro Nacional de Dados Climáticos nesta segunda-feira.

DEBORAH ZABARENKO, Reuters

10 Setembro 2012 | 19h50

Há 15 meses a temperatura fica sempre acima da média, algo que nunca havia acontecido em 117 anos de registros climáticos nos EUA, segundo o climatologista Jake Crouch.

O inverno, a primavera e o verão de 2012 estiveram entre os cinco mais quentes já registrados, o que também é inédito, disse Crouch por telefone. Além disso, o período entre setembro de 2011 e agosto de 2012 foi o mais quente da história.

"Estamos agora, em termos de estatísticas, em território sem precedentes em termos de por quanto tempo essa onda de calor continua no território contíguo dos EUA", afirmou Crouch.

Ele ressalvou que não é possível dizer se mudanças climáticas causadas pela atividade humana são a razão desse calor excepcional.

Geralmente, recordes de calor são tão comuns quanto os recordes de frio. Mas, neste ano, 25 Estados tiveram pelo menos dez vezes mais recordes de calor do que recordes de frio. No caso de Ohio, foram 49 recordes de calor para cada recorde de frio.

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE EUA CALOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.