2010 está a caminho de ser o ano mais quente da história

Segundo a NOAA, temperatura média global combinada em abril foi a mais quente já registrada

Reuters

19 Maio 2010 | 13h27

Este pode ser o ano mais quente já registrado, segundo dados dos primeiros quatro meses de 2010 divulgados nesta semana pela agência climática do governo dos EUA.       

  

Principais cientistas dos EUA pedem taxa sobre uso de petróleo e carvão

                       

"A temperatura média global combinada da superfície terrestre e marítima em abril foi a mais quente já registrada, 58,1 graus Fahrenheit (14,5º Celsius), o que é 1,37F (0,76º C) acima da média do século 20, de 56,7F (13,7º C)", disse a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) em um relatório divulgado em seu site, com data de segunda-feira.         

                       

O recorde anterior, segundo a NOAA, era de 1998. De acordo com a agência, a temperatura terrestre de abril foi a terceira mais elevada desde que os registros começaram.

 

A agência apontou um calor excepcional no Canadá, Alasca, leste dos EUA, Austrália, sul da Ásia, norte da África e norte da Rússia, e disse que a extensão global coberta por neve foi a quarta menor já vista.      

               

Mongólia, Argentina, extremo oriente da Rússia, oeste dos EUA (exceto Alasca) e a maior parte da China tiveram temperaturas abaixo do normal. A China teve o abril mais frio desde 1961, e o mais úmido desde 1974.     

         

A NOAA disse que, embora a cobertura de gelo no oceano Ártico em abril fosse a maior desde 2001, ainda estava abaixo da média pelo 11º abril consecutivo, por causa das temperaturas acima do normal na superfície marítima.

 

Segundo a NOAA, o gelo no Ártico abrangia 14,7 milhões de quilômetros quadrados, 2,1% acima da extensão média no período 1979-2000.   

                             

O fenômeno climático El Niño, caracterizado por um aquecimento do oceano Pacífico, perdeu força em abril, mas deve continuar até junho, disse a NOAA, ecoando um relatório de março da Organização Meteorológica Mundial.              

                  

Cientistas dizem que o El Niño foi parcialmente responsável por 2009 ter sido o quinto ano mais quente já registrado.               

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.