PIMENTÃO ASSASSINO?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PIMENTÃO ASSASSINO?

Dener Giovanini

13 Dezembro 2011 | 17h57

Os resultados do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA), produzido pela Agência Nacional de vigilância sanitária (ANVISA), são assustadores. De acordo com o estudo – que foi produzido com os dados referentes a 2010 – 90% das amostras de pimentão analisadas no país apresentaram algum tipo de problema. No morango e no pepino o percentual de amostras com problemas foi, respectivamente, de 63% e 58%. Além de índices acima do permitido para o consumo humano, outra grave irregularidade chama a atenção: o uso de agrotóxicos não autorizados para essas culturas. Ao todo foram analisadas 2.488 amostras, com 28% dos resultados considerados insatisfatórios e, desses, 24% apontaram o uso de agrotóxico não autorizado.

Vejam o que disse Agenor Álvares, diretor geral da ANVISA:

São dados preocupantes, se considerarmos que a ingestão cotidiana desses agrotóxicos pode contribuir para o surgimento de doenças crônicas não transmissíveis, como a desregulação endócrina e o câncer.

A Associação Nacional de Defesa Vegetal (ANDEF), entidade que congrega as indústrias fabricantes de defensivos agrícolas, emitiu uma nota onde afirma que não existem riscos para a população. Porém, ao ler a nota da ANDEF, ficam no ar algumas dúvidas. Por exemplo: em sua nota, a ANDEF afirma que:

Em relação às culturas nos quais foram identificados resultados acima do Limite Máximo de Resíduos (LMR) é necessário esclarecer que, no geral, os valores de inconformidade obtidos, de 1,7%, são baixos e igual aos encontrados em programas de monitoramento em países onde se pratica uma agricultura de escala. E mais: é muito importante destacar que, dos 18 alimentos analisados pela Anvisa, em 8 culturas não ocorreu nenhuma inconformidade (zero %) – entre eles, por exemplo, alface, batata, cenoura e o pimentão. Este fato mostra um uso racional e correto de defensivos como preconiza a boa prática agrícola.

Para o leitor que gosta de brincar de Sherlock Holmes, buscando pistas e incoerências, publico abaixo os dados divulgados pela ANVISA:

Note leitor, como são as coisas. A ANDEF destaca que de 18 alimentos analisados, em 8 não foram encontrados qualquer irregularidade. Aqui já existe uma inverdade, pois, de acordo com a tabela da ANVISA, somente a batata tem índice de 100% de aprovação. Enquanto a ANDEF prefere afirmar que em 18 culturas, 8 não apresentaram irregularidades, eu prefiro afirmar o contrário, que de 18 culturas, 10 apresentaram problemas. Um índice realmente preocupante.

De qualquer forma, para os brasileiros, fica cada vez mais difícil confiar na segurança dos alimentos quando dados como esses vêm à tona.

Para saber mais, acessem,

O Relatória da ANVISA:

A Nota da ANDEF:

http://www.andef.com.br/noticias/noticia.asp?cod=425