Conheça a Green School, e ajude o Tiago a tecer um mundo melhor!

Carol Da Riva

24 Abril 2013 | 05h11

–       Tiago, meu filho. Você pode ir ali na vendinha comprar ovos para o café da manhã?

–       Claro pai! Me dá uma sacola aí por favor.

–       Desencana. Vai rapidinho que eles te dão uma lá.

–       Se tá maluco pai! De jeito nenhum! Eles vão me dar uma sacola de plástico! Me passa uma de pano aí!

Moramos em Bali há dois anos. A decisão de jogar a âncora aqui por um tempo nasceu da vontade de explorar o sudeste asiático, com a possibilidade de surfar as ondas perfeitas  desta região (afinal também somos surfistas…rsrs).

Mas o que nos manteve nessas águas, acabou não sendo as ondas, mas a escola do Tiago.

A Green School é mais que uma escola. É quase uma filosofia de vida. Nela, a praxe do cotidiano é colocar a mão na massa em pró da sustentabilidade. Na prática e não na teoria.

As crianças não aprendem sob o ciclo do arroz nos livros. Colocam o chapéu e vão para os arrozais participar, do semear a festa da colheita.

Conceitos como criatividade, inovação e design são estimulados para que cada criança possa seguir o seu sonho, projeto de vida.

Jardins comestíveis plantados pelos alunos separam as salas de aula. Placas solares e uma engenhoca chamada vortex garantem a energia limpa e renovável. Banheiro com separação de líquidos e sólidos, plástico zero, cestas de bambu com folhas de bananeira para os lanches.

Tudo na escola é pensado em reduzir o impacto do homem na natureza e criar líderes para um futuro mais verde.

Contando com cerca de 300 alunos de quase 50 países, a escola abraça a comunidade balinesa. Cerca de 20% dos estudantes são nativos em regime de bolsa integral. Comércio justo: os que têm pagam para os que não podem. A ideia é construir pontes com a comunidade do entorno. Não há muros.

E todas as construções são de bambu, entre elas o Heart of School (o coração da escola, ou a catedral), como eles chamam o prédio sustentado por duas torres de 30 metros de altura.

Meu filho Tiago, agora com quase nove anos, cursando  o terceiro ano, está se tornando um menino com sede de realizar a diferença pelo planeta. Meu coração enche de alegria quando o vejo recusando garrafas e sacolas de plástico, reciclando o lixo, apagando as luzes, criando brinquedos com papelão, doando o que não precisa.

Por falar nisso, o Tiago está participando de uma competição muito inspiradora chamada: The Greenest Student on Earth (o estudante mais verde da Terra), que vale uma bolsa integral de uma ano na escola.  Seu projeto é muito interessante. Pretende produzir um vídeo reunindo: o que aprendeu na escola, os bons exemplos do povo balinês e soluções mundiais para o problema do lixo plástico.

E depois divulgar esse vídeo por toda a ilha de Bali.

Quem quiser ver o vídeo do Tiago, e melhor, puder votar nele, a gente agradece. É só clicar abaixo, assistir e votar. Afinal, nossa meta é ajudar a criar nele um líder para o Brasil do Futuro, um Brasil Verde, mais justo, menos desigual, que ama as suas florestas e todas as formas de vida. E que aprendendo, nos ensina também.

Compartilhem!!! Ele é o único brasileiro concorrendo!!!!

 

Mais conteúdo sobre:

Balisustentável