Nova carteira de ações do ISE da BM&F Bovespa

Rodrigo Martins

02 Dezembro 2009 | 19h29

Entrou em vigor ontem (01/12) a nova carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&F Bovespa. O índice de ações, que reúne papéis de empresas com boas práticas socioambientais e de governança corporativa, passou pela quinta atualização desde sua criação, em 2005. A nova carteira cresceu em número de papéis em relação à do ano anterior: são 43 ações de 34 companhias, que, juntas, respondem por um valor de mercado de R$ 730 bilhões.

Analistas de mercado apontam que o segmento de investimentos socialmente responsáveis no Brasil se mostrou resistente, mesmo com a crise financeira.

“O investimento em ativos com foco em sustentabilidade passou por solavancos, assim como todo o mercado de ações”, diz Roberto González, analista especializado em sustentabilidade e mercado de capitais. “Mas agora a tendência é de ajuste, com o retorno à Bolsa tanto dos investidores pessoa física como dos institucionais, como fundos de pensão”, diz González. Os fundos de investimentos total ou parcialmente atrelados à carteira do ISE, hoje 12, somam um patrimônio líquido de R$ 940 milhões – o valor já chegou a R$ 1,5 bilhão antes da crise internacional.

Para fazer parte do ISE, as empresas com maior liquidez na Bolsa passam por uma seleção, encabeçada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base em critérios sociais, ambientais e de governança. Das 28 empresas que constavam na carteira anterior, 26 foram mantidas na nova carteira.

Empresas estreantes
As oito que ingressam agora e não estavam na anterior são Copel, Even, Itaúsa, Indústrias Romi, Redecard, Sul America, Usiminas e Vivo. “Construção civil, máquinas e equipamentos e seguros são setores ‘estreantes’ na carteira, e mostram que esses setores começam a evoluir em gestão com foco em sustentabilidade”, diz Sonia Favaretto, diretora de sustentabilidade da BM&F Bovespa.

Segundo ela, é particularmente expressiva a entrada de uma empresa do setor de construção civil – no caso, a Even – já que o setor tem alto impacto ambiental, além de ter sido um dos responsáveis pelo ‘boom’ da bolsa de valores entre 2006 e 2007. “Da mesma forma, a entrada de uma seguradora também reflete a crescente preocupação do setor com as mudanças climáticas.”

Veja aqui a carteira completa do ISE.