Zôo de Berlim comemora segundo aniversário do urso Knut

Cerca de 100 visitantes cantaram 'feliz aniversário' ao famoso urso, que já pesa 200 quilos

Efe

05 Dezembro 2008 | 17h40

Cerca de 100 pessoas comemoraram nesta sexta-feira, 5, no jardim zoológico de Berlim o segundo aniversário de Knut, o urso polar mais famoso do mundo, depois que militantes ambientalistas queriam que o zôo o deixasse morrer, após ter sido rejeitado pela mãe.   Veja também:  Urso Knut pode deixar zôo de Berlim e 'se casar'   Após quase uma hora de espera, visitantes cantaram "feliz aniversário" ao popular urso, que já pesa 200 quilos, mede 2,5 metros pôde degustar um menu especial, com croissants e uma grande torta gelada a base de verduras.   No entanto, a festa deste ano se viu assombrada por mais uma polêmica, surgida na última semana, em torno ao futuro de Knut, que nos próximos meses poderia dar adeus ao zôo que lhe viu nascer.   Em princípio, o urso não poderia ficar em Berlim porque o parque já conta com duas famílias de ursos e não custeará a construção de um terceiro recinto, cujo custo chega a cerca de 9 milhões de euros (US$ 11,3 milhões).   Foto: Efe   No entanto, os responsáveis do zôo berlinense anunciaram que seguirão brigando por que o urso se fique entre eles, para o qual terão que chegar a um acordo com o zoológico de Neumünster (norte do país), proprietário dos direitos do pai de Knut e, por conseguinte, dele próprio.   Além disso, o segundo aniversário de Knut vem marcado pela ausência de Thomas Dörflein, seu ex-cuidador que o amamentou com mamadeira e tratou dele em seus primeiros meses de vida, após a rejeição pela mãe.

Mais conteúdo sobre:
Knut meio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.