Arquivo/AE
Arquivo/AE

Superfície florestal mundial perde 16 milhões de hectares ao ano, diz estudo

Europa vive situação diferente, com aumento de 740 mil hectares a cada ano no continente

Efe

06 Abril 2010 | 14h43

Entre 1990 e 2005, a superfície florestal arborizada no mundo diminuiu a um ritmo de 16 milhões de hectares ao ano, perdas que se concentram principalmente na África e na América do Sul.

 

No entanto, a situação na Europa é diferente, já que, a cada ano, a superfície de floresta aumenta 740 mil hectares. A Espanha liderando este aumento, com 4,4 milhões de hectares a mais nesses 15 anos ou 40% do total europeu.

 

Estes dados fazem parte de um relatório sobre a situação das florestas no mundo, divulgado pelo Ministério do Meio Ambiente espanhol um uma conferência sobre proteção de florestas, realizada na localidade de La Granja, na comunidade de Segóvia, no noroeste espanhol.

 

Com 27,6 milhões de hectares, a Espanha é o segundo país com maior superfície florestal na Europa, atrás da Suécia, que possui quase o dobro de área verde. Suécia, Finlândia e Espanha são os países com mais florestas da União Europeia (UE).

 

Em superfície florestal arborizada, a Espanha é o terceiro país da União Europeia com mais bosques, atrás da Suécia e Finlândia, com 18,3 milhões de hectares, mas possui mais de 45% da área floresta desarborizada, com 9,3 milhões de hectares de pastos e arbustos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.