Saresp mostra baixo desempenho da rede estadual no ensino médio

Resultado de avaliação foi divulgado de forma discreta pela Secretaria Estadual de Educação

19 Maio 2011 | 16h15

Divulgado hoje discretamente pela Secretaria Estadual da Educação, o resultado do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) de 2010 mostra que um quadro ruim da educação paulista. Na rede estadual, 57,7% dos alunos do 3º ano do ensino médio com desempenho insuficiente em matemática. Em português, o porcentual caiu para 37,9%.

O Saresp avalia a educação básica no Estado desde 1996, nas redes pública e particular. O de 2010 foi aplicado em novembro a perto de 2,5 milhões de estudantes. Analisou o desempenho de alunos do 3º, 5º, 7º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do médio em Língua Portuguesa, Matemática, Ciências e Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia).

No ensino médio, a rede estadual é a de pior performance em português e matemática. A seguir vêm as escolas mantidas por prefeituras, que tiveram 45,5% dos alunos com desempenho insuficiente em matemática e 32,9% no caso de português.

Os porcentuais de aproveitamento só melhoram nas escolas particulares e do Centro Paula Souza. Nas primeiras, 82,2% dos alunos estão nos níveis básico, adequado ou avançado em matemática e 88,1% têm esse desempenho em poruguês. Nas escolas técnicas, os porcentuais são de, respectivamente, 80,8% e 90,9%.

Mais conteúdo sobre:
saresp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.