Sacolinhas voltam a ser distribuídas a partir de 5ª

Associação Paulista dos Supermercados afirma que cumprirá decisão da Justiça que obriga a entrega gratuita

Luis Carrasco, O Estado de S.Paulo

27 Junho 2012 | 03h08

As sacolinhas plásticas voltarão a ser distribuídas nos supermercados até amanhã. A Associação Paulista de Supermercados (Apas) anunciou que cumprirá determinação da Justiça de São Paulo, que decidiu, anteontem, que os varejistas têm de entregar sacolas plásticas de graça aos consumidores num prazo de 48 horas. A associação vai recorrer.

"(A Apas) já instruiu seus associados a cumprirem a decisão, mas continua pela via jurídica a sua campanha para a substituição das sacolas descartáveis por reutilizáveis em todo o Estado de São Paulo", diz a entidade, em nota oficial.

A determinação da juíza Cynthia Torres Cristófaro, da 1.ª Vara Central da capital, exige que os supermercados voltem a fornecer sacolinhas plásticas até amanhã. A decisão também obriga a distribuição gratuita de sacolas biodegradáveis em um prazo máximo de 30 dias.

Em nota, o Grupo Pão de Açúcar declarou que vai colocar à disposição sacolas plásticas de maneira "responsável e adequada", além de estimular o consumidor a usar alternativas sustentáveis para o transporte das compras.

O Carrefour informou que já está tomando as providências necessárias para se adaptar e continuará com campanhas internas de consumo consciente e desenvolvimento sustentável.

A Plastivida, que representa os fabricantes das sacolinhas, comemorou a decisão. "Essa medida estava sendo muito esperada. As pessoas estão aliviadas", afirma o advogado da entidade, Jorge Kaimoti Pinto.

Para o presidente da Plastivida, Miguel Bahiense, a determinação da Justiça levou em consideração o respeito pelo consumidor. "A Apas sempre usou argumentos inverídicos para 'vilanizar' as sacolas", diz. Segundo ele, a Plastivida tirou de circulação do País 5 bilhões de sacolinhas entre 2008 e 2011.

Mais conteúdo sobre:
sacola plástica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.