Relatório destaca diminuição no desmatamento da Amazônia entre 2008 e 2012

Documento do Painel do Clima da ONU não inclui dados de 2013; depois de quatro anos consecutivos de queda o desmatamento voltou a subir entre 2012 e 2013, conforme mostrou reportagem do 'Estado'

O Estado de S. Paulo

31 Março 2014 | 12h05

Gráfico baseado em dados do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (INPE) divulgado no relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) neste domingo, 30, mostra que a área em quilômetros quadrados desmatada na Amazônia diminuiu entre 2008 e 2012, atingindo o menor valor em 2012, quando 4.656 quilômetros quadrados foram desmatados. Entretanto, o gráfico não inclui os dados de 2013, quando 5.843 quilômetros quadrados de mata derrubada voltaram a crescer, conforme reportagem publicada pelo Estado em novembro de 2013. Veja a matéria aqui.

Segundo o relatório o desmatamento da região tem, nas últimas décadas, recebido muita atenção internacional por causa dos altos índices e da rica biodiversidade da Amazônia.

O capítulo que fala sobre a América do Sul e Central também destacou o desmatamento no Cerrado. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) a média de desmatamento nesse ecossistema foi de 14.179 km² por ano entre 2002 e 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.