Poço da BP no Golfo do México tem dois pontos de vazamento, diz Casa Branca

O vazamento pode significar que o tampão colocado sobre o poço no fim da última semana teve de ser aberto

Associated Press e Reuters

19 Julho 2010 | 16h26

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse nesta segunda-feira, 19, que uma ruptura no poço da British Petroleum no Golfo do México tem causado novo vazamento até a superfície, além de apresentar um outro vazamento menor a três quilômetros de distância da abertura principal.

 

Gibbs também disse que as autoridades estão monitorando bolhas que podem ser vistas a partir de uma câmera submarina.

 

Vazamentos como esses podem significar que a tampa do poço terá de ser reaberta para impedir que petróleo e gás escapem por outros pontos.

 

Mais tarde, a principal autoridade do governo dos EUA na linha de frente do combate ao vazamento, almirante reformado da Guarda Costeira Thad Allen, disse que a BP estava autorizada a continuar a usar o tampão, mesmo com os vazamentos detectados.

 

Segundo ele, não está claro, ainda, se o material que vaza a 3 km da cabeça do poço está relacionado à situação criada pela destruição da plataforma Deepwater Horizon, em 20 de abril.

 

A tampa mecânica sobre o poço havia interrompido o fluxo de petróleo no Golfo do México na última quinta-feira.

Mais conteúdo sobre:
bp golfo do méxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.