PF prende homem acusado de desmatar área na Amazônia

Fazendeiro foi preso no Acre e é acusado ainda de manter trabalhadores em condições precárias

Da Redação,

01 Agosto 2008 | 13h16

A Polícia Federal (PF) prendeu na quinta-feira, 31, em Rio Branco, no Acre, um fazendeiro de 31 anos acusado de desmatar cerca de 813 hectares de floresta amazônica na área rural do município de Lábrea, Amazonas.   T.J.S. foi indiciado pelos crimes de redução a condição análoga à de escravo, aliciamento de trabalhadores, destruição de floresta considerada de preservação permanente e perigo para a vida ou saúde de outros indivíduos, segundo informou a assessoria da Superintendência Regional da PF no Acre.   De acordo com a PF, o homem reunia trabalhadores em Rio Branco, os encaminhava para o local de trabalho e lá eles permaneciam em condições precárias.   Por todas as acusações, o fazendeiro pode pegar até 15 anos de prisão. O fazendeiro se encontra no momento no presídio Francisco de Oliveira Conde.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.