Papa está pronto para ajudar nos laços entre UE e Bielorrússia

O papa Francisco está pronto para ajudar a melhorar os laços entre a Bielorrússia e a União Europeia, disse uma autoridade papal neste sábado, no mais recente sinal de um processo de degelo das relações entre Bruxelas e Minsk.

REUTERS

14 Março 2015 | 18h50

O cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, também afirmou que estão em curso as discussões para uma visita do presidente Alexander Lukashenko à Cidade do Vaticano.

Católicos romanos constituem mais de 10 por cento da população do país majoritariamente ortodoxo.

"Pode-se falar de intenções das autoridades da Bielorrússiapara uma grande abertura em suas relações com a UE e todo o mundo. A Santa Sé está disposta a oferecer a sua contribuição para este processo", disse Parolin, segundo na hierarquia do Vaticano, a jornalistas em Minsk.

Diplomatas da União Europeia disseram que as conversas começaram sobre como melhorar as relações com Lukashenko, que recentemente hospedou conversas internacionais que tinham como objetivo um acordo de paz no leste da Ucrânia.

(Reportagem de Andrei Makhovsky)

Mais conteúdo sobre:
PAPA AJUDA BIELORRUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.