Shizuo Kambayashi/AP
Shizuo Kambayashi/AP

Panda gigante nasce no zoológico de Tóquio

Filhote de Shin Shin e Li Li é o primeiro a ser concebido por reprodução natural no local

Efe

05 Julho 2012 | 09h54

O Zoológico de Tóquio anunciou nesta quinta-feira, 5, o nascimento do primeiro panda gigante da instituição em quase um quarto de século. O sexo do bebê urso ainda é desconhecido, mas ele e sua mãe, Shin Shin, se encontram em bom estado de saúde, anunciou o porta-voz local.

 

O bebê é a primeira cria de pandas do zoológico em 24 anos e também o primeiro por reprodução natural, já que em 1989 haviam nascido três novos pandas, mas por processo de inseminação artificial.

 

Shin Shin e seu companheiro, Li Li, copularam no final de março. Os administradores do zoológico suspenderam a exibição da fêmea por volta de 30 de junho depois que ela demonstrou sinais de que estaria esperando um filhote.

 

O casal de pandas gigantes é uma das maiores atrações do zoológico de Tóquio. Eles chegaram no local em fevereiro de 2011 em meio a grande expectativa, já que a capital japonesa não tinha nenhum exemplar da espécie desde abril de 2008. O governo chinês cedeu os animais ao Japão por dez anos em troca de US$ 950 mil anuais.

 

A política chinesa se ceder esses animais a outros zooológicos ficou conhecida como a "diplomacia do panda", já que a espécie é considerada um tesouro nacional por Pequim. A primeira vez que a China doou um casal de pandas gigantes ao Japão foi em 1972, quando Lan Lan e Kang Kang representaram a restauração dos laços diplomáticos entre os países asiáticos. 

Mais conteúdo sobre:
panda Japão zoológico animais Vida planeta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.