Orelhão itinerante do Greenpeace chega ao RJ, Recife e Manaus

Ideia é pressionar os presidentes Lula e Barack Obama a participarem da cúpula do clima em Copenhague

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

23 Novembro 2009 | 09h14

Para aproximar a população brasileira do debate sobre as mudanças climáticas e o aquecimento global, o Greenpeace está colocando em várias cidades do país um orelhão itinerante. Esta semana (de 23 a 27), o orelhão funcionará no Rio de Janeiro, em Recife e em Manaus.

 

Veja também:

linkDinamarca confirma 65 líderes mundiais na cúpula do clima

linkFalta de metas para Copenhague é 'absurdo', afirma Dilma

linkDesmate na Amazônia representa menos de 5% das emissões do País

 

A ideia da iniciativa é que as pessoas liguem para o gabinete da Presidência da República e para a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para pedir aos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Barack Obama que estejam presentes à 15ª Conferência das Partes da Convenção do Clima (COP 15), em Copenhague, na Dinamarca.

 

Antes de ligar, a população recebe informações sobre as mudanças climáticas e a Conferência de Copenhague. Em São Paulo e Salvador, o orelhão está funcionando desde 16 de novembro. As informações são da Agência Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.