Reuters
Reuters

ONU revisará trabalho científico de painel sobre aquecimento

Documento sobre as mudanças climáticas foi alvo de críticas após o reconhecimento de erros por especialistas

Efe,

10 Março 2010 | 15h34

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou nesta quarta-feira, 10, uma revisão independente do trabalho do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática (IPCC), após os erros detectados por especialistas em seus relatórios.

 

Veja também:

linkGoverno chinês questiona causa do aquecimento global

linkPainel do clima da ONU debate medidas para evitar erros

especialGlossário sobre o aquecimento global

especialRumo à economia do baixo carbono     

 

"Precisamos ter clara noção do que é que sabemos e também das incertezas. Temos que nos comunicar com transparência e debater com inteligência", disse Ban, assegurando também que "não há provas que refutem a principal conclusão do relatório" do IPCC, a de que o homem "é responsável pelo aquecimento global".

 

Credibilidade abalada

 

Em janeiro, o IPCC se desculpou pelo exagero em um relatório que alertava que as geleiras do Himalaia podem derreter completamente até 2035.

 

Meses antes, em novembro do ano passado, o vazamento de e-mails particulares do centro de estudos do clima de uma universidade britânica embaraçou diversos cientistas, ao expor manobras para isolar céticos do aquecimento global. 

 

Em dezembro, a cúpula de líderes mundiais em Copenhague, na Dinamarca, falhou em estabelecer metas para o corte de emissões dos gases do efeito estufa. E, mais recentemente, uma série de erros foi encontrada no segundo relatório de 2007.

 

Esse segundo texto, que examina os efeitos atuais do aquecimento global e prevê efeitos futuros para povos, plantas, animais e a sociedade, às vezes se baseia em dados fornecidos por governos ou mesmo por ONGs, e não em pesquisas científicas que passaram por revisão pelos pares.

 

(Com Reuters e AP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.