Alessandro Bianchi/REUTERS
Alessandro Bianchi/REUTERS

Nos EUA, leilão verde fará 'tentativa de salvar a Terra'

Famosa casa de leilões nova-iorquina promove evento em prol de ONGs ambientalistas

Com informações do The Guardian,

08 Fevereiro 2010 | 18h13

Se acontecer de você ter alguns milhares de dólares de sobra, então, considere-os gastos. Uma das principais casas de leilões do mundo, a Christie's International, hospedará o seu primeiro "leilão verde" no dia 22 de abril, no Rockefeller Center, em Nova York. Coincidindo com o 40 º aniversário do Dia da Terra, a casa se refere humildemente ao evento como "uma tentativa de salvar a Terra".

 

A Christie's diz que renunciará a todas as taxas e comissões para o leilão e que os lucros serão divididos entre quatro ONGs ambientais: Conservation International, Oceana, Natural Resources Defense Council e o Central Park Conservancy. Um leilão "silencioso" será realizado online no portal Charitybuzz também.

 

A casa de leilão promete que o evento terá a presença de uma lista de "vips" e grandes celebridades conhecidas por sua defesa do ambiente. O evento vai incluir filantropos, artistas, ambientalistas e a mídia de todo o mundo. "A Christie's está servindo como o catalisador mundial no desenvolvimento de todas estas comunidades para beneficiar um fim: o meio ambiente", garante o texto de apresentação. Entre os anfitriãos do leilão verde, haverá celebridades como Leonardo Di Caprio, Harrison Ford, Tobey Maguire, Salma Hayek, Alec Baldwin e Brooke Shields.

 

Mas a emoção não acaba aí. Além de eco-férias de luxo e joias requintadas, as próprias celebridades estarão sendo leiloadas. Entre as possibilidades, o lance mais alto pode ganhar um dia no set com Hugh Jackman (o ator que interpreta Wolverine nos filmes X-Men). Valor estimado: US$ 20 mil. 

 

Esta é apenas uma ideia do que está sendo oferecido no leilão verde. O site Charitybuzz também permite que você visualize o status da licitação de uma vasta gama de eventos de caridade por outras causas, com o lance mais alto e o número de lances disponíveis para todos verem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.