MP denuncia 69 integrantes de quadrilha de tráfico de animais

Denunciados foram presos na Operação Oxóssi e acusados de crimes como receptação e caça à fauna silvestre

Talita Figueiredo, de O Estado de S. Paulo,

26 Março 2009 | 18h48

O Ministério Público Federal denunciou nesta quinta-feira, 26, 69 integrantes de uma quadrilha que traficava animais silvestres no país . Os procuradores da República Renato Machado e Maurício Manso ofereceram três denúncias: duas referentes ao tráfico interno e outra relativa ao tráfico internacional. Os denunciados foram presos na Operação Oxóssi (divindade africana que protege os animais), deflagrada junto com a Polícia Federal no último dia 11. Eles são acusados de crimes como formação de quadrilha, receptação, caça a fauna silvestre, abuso e maus-tratos a animais silvestres.

 

Veja também:

linkPreso em Bali suspeito de tráfico de animais no Brasil

link Conheça as espécies vítimas de tráfico internacional de animais

link Polícia Federal prende 72 por tráfico internacional de animais

 

Na maior denúncia, de acordo com o Ministério Público Federal, os acusados estão divididos em dez grupos que tiram da natureza milhares de espécies animais semanalmente. A segunda denúncia identifica os crimes cometidos por 12 fornecedores de animais silvestres para as grandes feiras livres do Sudeste, especialmente no Rio de Janeiro. Na denúncia por tráfico internacional, dois tchecos e cinco brasileiros foram acusados por contrabando, receptação e formação de quadrilha.

Mais conteúdo sobre:
Operação Oxóssi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.