Marcos Silva/Divulgação
Marcos Silva/Divulgação

Lobo-guará invade lanchonete e assusta clientes em Lins

Animal foi capturado na terça-feira e levado ao zoológico de Bauru

Sandro Villar, Especial para o Estado

06 Junho 2013 | 12h32

PRESIDENTE PRUDENTE - Um lobo-guará invadiu na terça-feira, 4, na hora do almoço uma lanchonete no centro de Lins, no interior paulista, e assustou ao menos dez fregueses, que saíram correndo do local. Por causa do piso liso, o animal escorregou e machucou uma pata dianteira. "Ele entrou correndo e, depois de derrubar cadeiras, se escondeu no fundo da lanchonete, onde ficou acuado", explicou Antonio Luis Guimarães de Oliveira, de 48 anos, soldado do Corpo de Bombeiros. O lobo foi visto perto de uma escola. Alunos notaram o animal e, depois, o Corpo de Bombeiros foi avisado.

Por causa da agressividade do bicho, a equipe de cinco bombeiros não conseguiu capturá-lo no terreno baldio ao lado da escola. "Ele escapou e atravessou correndo a praça principal, percorrendo uns 300 metros, e entrou na lanchonete", observou Oliveira, lembrando que "o bicho é bravo e ligeiro". Para facilitar o trabalho dos bombeiros, a Lanchonete do Xandy foi fechada.

Todos saíram: o dono, funcionários e clientes. Os bombeiros usaram um laço para capturar o lobo, que é macho. "Foi colocado um laço no pescoço e, com isso, o animal entrou na jaula", completou o soldado, acrescentando que o bicho "deu trabalho".

A presença do lobo-guará no calçadão atraiu cerca de 200 pessoas no centro de Lins. Depois de devidamente enjaulado, o animal foi entregue à Polícia Ambiental, que o repassou ao Zoológico de Bauru. Quando sarar a pata, o lobo-guará deverá ser devolvido à natureza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.