Paulo Ochandio/Divulgação
Paulo Ochandio/Divulgação

Leão morre ao receber anestesia em zoológico de Sorocaba

Felino foi sedado para checagem periódica de saúde e sofreu uma parada cardiorrespiratória; animal era único de sua espécie no local

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

27 Outubro 2015 | 14h33

SOROCABA - Um leão adulto, uma das principais atrações do Parque Zoológico Municipal "Quinzinho de Barros", de Sorocaba, no interior de São Paulo, morreu ao receber uma anestesia na noite de segunda-feira, 26. De acordo com a administração do zoo, o felino estava sendo sedado para uma checagem periódica de saúde, incluindo exames de sangue, endoscopia, ultrassom e prevenção dentária, no centro veterinário do zoo.

Durante a aplicação da anestesia, o animal teve uma parada cardiorrespiratória. A equipe, composta por veterinários de várias instituições, tentou reverter o quadro, mas não foi possível.

O felino estava no zoo desde 2009 e já havia sido submetido a procedimentos semelhantes em anos anteriores. Em nenhuma ocasião, o leão apresentou sintomas de problemas cardíacos.

O corpo foi levado na manhã desta terça-feira, 27, para o Departamento de Patologia Animal da Universidade de São Paulo (USP) para a apuração das causas da morte.

O leão era o único representante macho da espécie no zoo, considerado um dos mais completos do Brasil. O recinto onde ficava o felino é um dos mais visitados do parque.

Mais conteúdo sobre:
Leão São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.