Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Kassab sanciona lei que proíbe distribuição de sacolas plásticas em SP

Estabelecimentos têm até o fim do ano para se adequarem e terão que incentivar o uso de sacolas reutilizáveis

Marcela Gonsalves, da Central de Notícias,

19 Maio 2011 | 16h28

São Paulo, 19 - A lei que proíbe a distribuição de sacolas plásticas nos estabelecimentos comerciais paulistanos foi publicada nesta quinta-feira, 19, no Diário Oficial de São Paulo. Ela foi sancionada nesta quarta-feira pelo prefeito Gilberto Kassab e passa a valer a partir de hoje.

Veja também:

forum Enquete: como você planeja substituir a sacolinha?

linkSacola plástica é o tipo mais sustentável

linkIndústria do plástico se posiciona contra banimento

A lei prevê que os estabelecimentos deverão estimular o uso de sacolas reutilizáveis e afixar placas informativas com os dizeres "Poupe recursos naturais! Use sacolas reutilizáveis". Os locais tem até o dia 31 de dezembro deste ano para cumprir as novas normas.

A lei proíbe ainda que as sacolas plásticas para o acondicionamento e transporte de mercadorias estampem as classificações de degradáveis, oxidegradáveis, oxibiodegradáveis, fotodegradáveis, biodegradáveis e mensagens que indiquem suposta vantagem ecológica.

Mais conteúdo sobre:
sacola plástica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.