Kassab quer criar faixa só para quem dá carona

Anúncio também inclui uso Ciclofaixa de Lazer, mas medidas não têm prazo para começar

Circe Bonatelli, Agência Estado

03 Junho 2011 | 20h11

A Prefeitura de São Paulo prepara duas mudanças nas ruas da cidade. A primeira delas deve começar nas próximas semanas e se refere à implementação de uma faixa exclusiva para carros que trafeguem com mais de uma pessoa a bordo. O objetivo dessa medida, segundo a prefeitura, é priorizar o transporte coletivo. A outra mudança, ainda sem previsão de data para entrar em vigor, é a utilização das ciclofaixas durante os dias de semana, com o objetivo de incentivar o uso da bicicleta como um meio de transporte. Hoje, o uso das ciclofaixas é restrito a domingos e feriados, como uma opção de lazer.

 

O anúncio preliminar foi feito hoje pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, durante a Cúpula C40, reunião de prefeitos de metrópoles de vários países para debate das mudanças climáticas. Segundo Kassab, a faixa exclusiva para carros com mais de um passageiro já está em estudo pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), e um projeto piloto deve ser implementado nas próximas semanas.

 

Já o projeto de extensão das ciclofaixas também está em estudo, mas sem previsão de data para entrar em vigor. O prefeito adiantou que ele será implementado como teste, um dia por mês, nas ciclofaixas já existentes. "Essa é uma ideia minha que deixa os diretores da CET de cabelo em pé", contou Kassab. "Vamos avaliar a implementação da ciclovia permanente na cidade de São Paulo. É um legado que quero deixar para as próximas gestões."

 

São Paulo tem hoje 45 quilômetros de ciclofaixas que interligam os Parques das Bicicletas, do Ibirapuera, do Povo, Villa-Lobos, através de uma faixa exclusiva sinalizada nas ruas para uso das bicicletas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.