Divulgação
Divulgação

Governo leva documentos e crédito para população de Belo Monte

Paraenses poderão tirar documentos e abrir conta em banco

Planeta

14 Julho 2011 | 10h29

O Governo Federal inicia a partir de 18 de julho uma série de ações na região da futura hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Composta por 11 municípios, a região tem 336 mil habitantes, e receberá ações de regularização ambiental e fundiária, saúde, educação e segurança pública, além de obras nas estradas vicinais e na BR Transamazônica. As informações são do Ministério do Meio Ambiente.

Com sede em Altamira, uma "Casa do Governo Federal" será instalada em 28 de julho. A ideia é acompanhar de perto as obras que os empreendedores são obrigados a fazer antes da construção da usina e a implementação das ações do Plano de Desenvolvimento Regional do Xingu.

Elaborado pelas três esferas do governo, universidade e organizações da sociedade civil, o Plano de Desenvolvimento do Xingu dá diretrizes aos órgãos públicos para implementação de políticas voltadas ao atendimento da população dos municípios que compõem a área de influência do empreendimento na região.

Mutirão

No dia 3 de agosto começa o mutirão de atendimento à população dos municípios do entorno da usina. Durante os dias de mutirão, a população rural e urbana poderá, de graça, tirar documentos como certidão de nascimento e CPF, entrar com pedido de regularização de suas propriedades e aprender técnicas sustentáveis de produção no campo. Além disso, também será facilitada a abertura de contas e o crédito bancário, e o acesso aos benefícios previdenciários e serviços de saúde, vacinação e educação.

Cursos, palestras oficinas, exposições e feiras de artesanato e agricultura familiar também estão previstos no mutirão. Os atendimentos serão realizados em ginásios e escolas dos municípios.

* Com assessoria do Ministério do Meio Ambiente

Mais conteúdo sobre:
Belo Monte Xingu Pará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.