Geradoras de energia sem permissão para emitir até 2011

EPA começa regulação de emissões pelas maiores fontes de gases causadores do aquecimento global

The New York Times

30 Março 2010 | 16h39

E Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos EUA reafirmou que não vai conceder às geradoras de energia elétrica permissão federal para emissão de gases causadores de efeito estufa até janeiro de 2011.

O comunicado reitera a intenção da instituição, divulgada no mês passado, de dividir em fases a regulação de emissão de gases que alteram o clima, começando pelas maiores fontes.

 

A regulação de dióxido de carbono e outros gases que contribuem para o aquecimento global pela EPA é um assunto controverso para a agência, que concluiu no ano passado que tais gases eram uma ameaça para a saúde e o bem estar da humanidade. Numerosos políticos estaduais, grupos industriais e membros do Congresso protestaram contra a intenção da agência de regular os gases, e a EPA está se preparando para anos de litígio com esses grupos.

President Obama and members of his cabinet have repeatedly said that they would prefer that Congress act to address climate change through comprehensive energy legislation. But the administration is moving forward with a regulatory plan in case Congress continues to be deadlocked on the issue.

 

O Presidente Barack Obama e membros de seu gabinete disseram repetidamente que prefeririam que o Congresso agisse contra o aquecimento global por meio de uma legislação energética mais racional. Mas a administração está direcionando seus esforços para um plano regulatório, caso o Congresso continue indiferente à questão.

Lisa P. Jackson, administradora da EPA, disse que o calendário anunciado esta semana era um plano bem calibrado para começar a aplicar o Clean Air Act às maiores fontes emissoras de gases causadores do efeito-estufa.

 “O Clean Air Act concede muitas facilidades para as empresas inovarem, e tempo para o governo se preparar para cortar a emissão de gases causadores de efeito estufa. Além disso, garante que não empurremos o problema para a geração dos nossos filhos e netos”, disse Lisa em um comunicado.

The action clarifies and largely overturns a memorandum issued by the environmental agency in December 2008, a month before President George W. Bush left office. The Bush administration found that permits for emissions of greenhouse gases were not required unless the government issued a so-called endangerment finding that carbon dioxide and other such gases posed a danger to health and the environment. The Bush administration never made such a finding.

 

A iniciativa da EPA contradiz um memorando emitido pela própria agência em 2008, um mês antes do Presidente George W. Bush deixar o cargo. A administração Bush pregava que a permissão para emissão de gases de efeito estufa não era necessária, a menos que o governo emitisse um alerta dizendo que o dióxido de carbono e outros gases representavam um perigo para a saúde e o meio ambiente. A administração Bush, é claro, nunca emitiu tal alerta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.