Furacão Irene atinge costa da Carolina do Norte nos EUA

O furacão Irene atingiu o Estado norte-americano da Carolina do Norte com fortes chuvas e ventos neste sábado, trilhando um caminho que ameaça a densamente povoada região da costa leste dos Estados Unidos com enchentes e falta de energia.

NED BARNETT, REUTERS

27 Agosto 2011 | 09h24

O olho da tempestade cruzou a costa da Carolina do Norte perto de Cape Lookout por volta das 7h30 horário local (8h30 horário de Brasília), afirmaram meteorologistas do US National Hurricane Center.

O Irene está percorrendo uma rota sentido norte-nordeste ao longo da costa norte-americana e deve continuar sendo considerado um furacão enquanto atinge Estados do país na noite deste sábado e também no domingo.

Com ventos de 140 quilômetros por hora, Irene enfraqueceu para um furacão de categoria 1 na escala de intensidade de 1 a 5 de Saffir-Simpson. Apesar disso, meteorologistas alertam que o fenômeno continua sendo uma tempestade grande e perigosa.

A prefeitura de Nova York decretou retirada de moradores em escala sem precedentes enquanto Estados desde as Carolinas ao Maine declararam estado de emergência por causa do furacão, cuja largura de 960 quilômetros ameaça uma região habitada por dezenas de milhões de pessoas.

No início do dia, na costa da Carolina do Norte, os ventos cortaram linhas de energia e derrubaram árvores, enquanto a chuva caía com força inundando algumas ruas. Na cidade portuária de Wilmington, na Carolina do Norte, as ruas estavam vazias e o ar estava tomado pelo som de pinheiros sendo quebrados pela força dos ventos.

Um homem não identificado na região de Wilmington foi levado pelas águas e pode ter se afogado, afirmaram membros de equipes de emergência. A Progress Energy, empresa de eletricidade local, projetou que 125 mil clientes na costa da Carolina do Norte estão sem energia.

Mais conteúdo sobre:
CLIMA IRENE CAROLINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.