EUA podem ser atingidos por nova tempestade no Golfo do México

Tempestades em área de baixa pressão têm cerca de 70% de chance de se tornar um ciclone tropical

REUTERS

01 Setembro 2011 | 11h23

MIAMI - Um sistema de baixa pressão que se desloca no sentido noroeste através do Golfo do México tem grandes chances de se tornar um ciclone tropical nos próximos dois dias e ameaçar os Estados norte-americanos na costa norte do golfo, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quinta-feira.

O sistema, que agora está na região central do golfo, já levou algumas das grandes companhias internacionais de petróleo a retirar seus trabalhadores de plataformas marítimas.

O centro de monitoramento, sediado em Miami, disse que a área de baixa pressão estava produzindo grandes áreas de nuvens, tempestades e fortes ventos ao se deslocar lentamente para o noroeste.

"O sistema tem uma grande chance... 70 por cento... de se tornar um ciclone tropical durante as próximas 48 horas", disse o NHC.

Alguns modelos computadorizados mostraram o sistema em desenvolvimento, que vai se chamar Lee se de fato evoluir para uma tempestade tropical, passando pelo litoral do Texas e de Louisiana. O Lee seria a 12a tempestade oficial da temporada de furacões do Atlântico de 2011.

O Texas está enfrentando atualmente graves secas, e eventuais chuvas provocadas pelo sistema poderiam trazer algum alívio à região.

Enquanto isso, ainda bem distante do solo, o furacão Katia se formou no Atlântico na noite de quarta-feira e estava se dirigindo para oeste com ventos de 120 km por hora, mas sem representar risco por enquanto.

Mais conteúdo sobre:
CLIMA EUA TEMPESTADE GOLFO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.