Giovana Girardi/AE
Giovana Girardi/AE

Estudantes pedem atenção aos mais pobres na COP em Doha

Em discurso, ministra filipina clamou atenção para as mudanças climáticas, que já afetam o seu país

Giovana Girardi - Enviada especial,

05 Dezembro 2012 | 12h14

DOHA - Movimentos jovens presentes na Conferência do Clima da ONU em Doha (Catar) fizeram um protesto nesta quarta-feira, 5, pedindo solidariedade às populações mais pobres do mundo.

Eles se manifestaram em apoio à ministra filipina Lucille Sering, que em discurso a outros ministros, clamou atenção para as mudanças climáticas que já afetam o seu país, como um super tufão, que matou recentemente 80 pessoas. Foi o 16º evento extremo que atingiu o país só neste ano. Com a frase: "Nós estamos com você", jovens seguraram uma faixa por algum tempo.

"Nós apoiamos os países que têm levantado sua voz para rejeitar falsas soluções e um acordo sujo aqui em Doha. O acordo na mesa é um pacto de suicídio para seu povo", disse Julian Velez, uma estudante presente.

Mais conteúdo sobre:
Mudanças climáticas COP 18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.