Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Sustentabilidade

Sustentabilidade » Em Davos, empresas pedem inovações para promover sustentabilidade

Sustentabilidade

Sustentabilidade

Em Davos, empresas pedem inovações para promover sustentabilidade

Nike, Yahoo!, Best Buy e outras se unem para compartilhar propriedade intelectual de tecnologias sustentáveis

0

Agência Estado

27 Janeiro 2010 | 16h45

Dez organizações líderes em seus mercados anunciaram, nesta quarta-feira, o lançamento do GreenXchange (GX), um mercado com base na internet onde empresas podem colaborar e compartilhar propriedade intelectual (PI) que possa levar à inovação e à criação de novos modelos de negócios voltados para a sustentabilidade.

 

No anúncio feito durante o café-da-manhã dos diretores executivos presentes no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, as organizações convidaram outras corporações para participarem com elas no compromisso de abrir suas propriedades intelectuais e agilizar o desenvolvimento de soluções inovadoras para enfrentarem os desafios da sustentabilidade.

 

"A Nike está se comprometendo hoje a colocar mais de quatrocentas patentes no GX para pesquisa, demonstrando nossa crença de que o melhor caminho para estimular a inovação sustentável passa pela inovação aberta", disse o presidente e diretor executivo da NIKE, Mark Parker. "Esperamos que isto desencadeie outras inovações que ajudem a remover os obstáculos atuais para as questões de sustentabilidade."

 

Um exemplo de PI que pode trazer benefícios para várias indústrias é a borracha ambientalmente benéfica da Nike. Usada nos calçados Nike, a borracha contém 96% menos toxinas do que a formulação original. Com o licenciamento da tecnologia no GX, ela poderá  ser usada em calçados de outras empresas ou, hipoteticamente, pela Mountain Equipment Co-op em tubos internos de bicicletas. Desta forma, a Mountain Equipment Co-op poderá trazer um produto mais verde para o mercado, de forma mais rápida e econômica do  que faria sozinha.

 

"Há muita duplicação de esforços e recursos desperdiçados quando o assunto é sustentabilidade", disse John Wilbanks, vice-presidente de ciência da Creative Commons, a organização responsável pela criação de uma plataforma que visa tornar o compartilhamento de propriedade intelectual simples, mais rápido e mais econômico.

 

"Precisamos facilitar a colaboração entre pessoas, empresas, universidades e pesquisadores para que compartilhem as melhores práticas de forma a criar e adotar tecnologias que têm potencial para enfrentar os desafios globais de sustentabilidade", disse Wilbanks.

 

Ao disponibilizarem suas tecnologias patenteadas para pesquisa e licenciamento, os dez parceiros fundadores da GX estão compartilhando um compromisso com o poder da inovação aberta e das redes colaborativas para fomentar a inovação sustentável.

 

"Hoje a Best Buy também se comprometerá a licenciar patentes e informações correlatas no GX, para apoiar a inovação sustentável", disse Kal Patel, vice-presidente executivo para negócios emergentes da Best Buy, companhia especializada na venda de eletrônicos.

 

Don Tapscott, coautor de Wikinomics e conselheiro da nGenera Insight, é um pensador visionário que inspirou e ajudou na incubação do GX, em conjunto com o laboratório de inovação e negócios sustentáveis da Nike. "Cada vez mais compartilhar parte da sua propriedade intelectual faz sentido em termos comerciais para as empresas. O GreenXchange é o novo bem comum e, aplicando a inovação aberta à sustentabilidade, contribuirá não apenas para a saúde e o bem-estar do nosso planeta, mas também para o controle de custos e competitividade das empresas participantes", disse Tapscott.

 

A nGenera Corporation facilitará o processo de inovação GX fornecendo a tecnologia que dará suporte a salas privativas, onde os titulares e pleiteantes de patentes possam discutir taxas, restrições e outros detalhes confidenciais, antes de utilizar essas patentes.

 

O GX foi desenvolvido por uma equipe de programadores na plataforma para computação em nuvem da salesforce.com, possibilitando a inovação colaborativa no centro da missão GX. "Os membros fundadores estão compartilhando a visão de trazer mudanças positivas por meio de maior colaboração", disse Marc Benioff, conselheiro e diretor executivo da salesforce.com. "É no negócio de mudar o mundo que as principais empresas de hoje devem desempenhar um papel ativo, e estamos orgulhosos de participar dessas iniciativas."

 

"A Yahoo! foi incentivada pelo compromisso do GreenXchange a acelerar a curva de aprendizagem de eficiência energética, tecnologia sustentável e práticas comerciais sustentáveis através da inovação aberta", disse David Dibble, vice-presidente executivo de engenharia de serviços e operações da Yahoo! Inc. "O GreenXchange fomenta a colaboração entre empresas para aumentar a adoção das melhores práticas de

sustentabilidade de uma maneira que seja boa para o planeta e também para as empresas individualmente."

 

O benefício da colocação da propriedade intelectual no GX é que ele dá aos proprietários da PI a possibilidade de escolherem a abordagem de licenciamento com a qual se sintam mais à vontade - desde a pesquisa e o reconhecimento de atributos até o uso não concorrente e as estruturas de taxas simples.

 

Ao tornar a propriedade intelectual visível e utilizável, a meta é acelerar o desenvolvimento de inovações verdes. O lançamento do GX é a primeira etapa no caminho para outras inovações sustentáveis, e quanto mais empresas disponibilizarem sua PI, mais rápida será a jornada.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.