Jorge Silva/Reuters
Jorge Silva/Reuters

El Niño deve influenciar o clima até meados do ano, afirmam especialistas

Agência meteorológica da ONU alerta, contudo, que fenômeno climático pode ser prolongado

Reuters

30 Março 2010 | 14h50

O fenômeno El Niño deve influenciar os padrões climáticos em todo o mundo até meados do ano antes de enfraquecer, disse a Organização Meteorológica Mundial nesta terça-feira, 30.

 

No entanto, a agência das Nações Unidas informou que não pode ser descartada a possibilidade de que o El Niño persista até depois de meados do ano.

 

O El Niño, provocado pelo aquecimento incomum das águas da região leste do Oceano Pacífico, pode devastar os padrões climáticos na região Ásia-Pacífico, desencadeando secas em algumas áreas e fortes tempestades em outras.

 

"O resultado mais provável, até meados de 2010, é que o El Niño tenha se deteriorado e condições quase neutras sejam restabelecidas no Pacífico tropical", disse o especialista Rupa Kumar Kolli, da OMM, em nota à imprensa.

 

De acordo com a agência, o El Niño ganhou força entre novembro e dezembro, em um nível moderado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.