Dentro das previsões, BP prolonga prazo de testes no Golfo do México

Porta voz indicou que não há sinais de que exista nenhuma fuga e a pressão no poço continua em seu aumento gradual

EFE

17 Julho 2010 | 17h20

WASHINGTON, EUA - A petroleira BP optou neste sábado, 17, por prolongar o período de testes no poço do Golfo do México ao cumprir as 48 horas previstas inicialmente para os exames, informou um porta voz.

 

No entanto, o porta voz indicou que não há sinais de que exista nenhuma fuga e a pressão no poço continua em seu aumento gradual, como já estava previsto.

Mais conteúdo sobre:
BP petroleira prazos testes Golfo do México

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.