Tânia Rabello
Tânia Rabello

Coordenador de Meio Ambiente da Copa 2014 defende manejo dos parques nacionais

Claudio Langone, durante painel sobre sociobiodiversidade na Copa, quer preparar os parques para visitantes estrangeiros

Tânia Rabello,

05 Novembro 2010 | 18h09

Durante o painel “Sociobiodiversidade e Copa 2014 - Oportunidades e desafios”, que aconteceu nesta sexta-feira, o coordenador da Câmara de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa, Claudio Langone, ressaltou a necessidade de reestruturar os planos de manejo dos parques nacionais brasileiros, especialmente para os que ficam próximos às cidades-sede.

 

“Com certeza, os visitantes estrangeiros que estiverem aqui vão querer conhecer a diversidade do bioma brasileiro, sobretudo nas regiões mais próximas às sedes”. Langone explicou que as cidades de Manaus e Cuiabá, por exemplo, foram duas das selecionadas para sediar os jogos justamente pela proximidade com a Amazônia e o Pantanal, respectivamente.

 

“No Pantanal, por exemplo, está ocorrendo um problema de escassez de peixes. Uma solução seria proibir a pesca até 2014. Em anos normais, essa seria uma decisão muito difícil, mas com o carimbo da copa do mundo, pode se viabilizar.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.