China diz ter concluído limpeza de vazamento de petróleo

Autoridades dizem que limpeza já foi feita, nove dias após navio-tanque explodir no Porto de Dalian

AE, Agência Estado

26 Julho 2010 | 11h35

China alega que vazamento foi pequeno se comparado ao desastre no Golfo. Foto: Arthur JD/AP

 

Autoridades chinesas afirmam que a limpeza do maior vazamento de petróleo do país em todos os tempos já foi realizada, nove dias depois que um oleoduto explodiu quando um navio-tanque descarregava no Porto de Dalian, no norte da China.

 

Apesar de parecer pouco tempo para a conclusão da tarefa, a China alega que o vazamento foi pequeno se comparado ao desastre no Golfo do México ocorrido no poço da British Petroleum (BP) e que a limpeza foi relativamente mais simples.

Mas a mancha que surgiu no mar continua a repercutir no setor petroleiro da China. Autoridades mobilizaram milhares de trabalhadores e centenas de embarcações, despejando dispersantes químicos e bactérias que comem petróleo, enquanto muitos trabalhadores usaram as próprias mãos para recolher os dejetos. Houve pelo menos uma morte, de um bombeiro que tentava consertar o duto explodido.

Autoridades chinesas já reavaliam as operações de petróleo em consequência do vazamento da BP. A China está iniciando a exploração de petróleo em águas profundas, tipo de exploração que causou problemas à BP e complicou os esforços de limpeza no Golfo do México.

 

Executivos da indústria petroleira revisam os planos de contingência e observam se podem tirar alguma lição dos erros da BP. As informações são da Dow Jones.

 

Mais conteúdo sobre:
China ambiente vazamento petróleo limpeza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.