Austrália recebe pandas gigantes da China com festa

Animais ficarão dez anos no país e podem se tornar os primeiros do tipo a se reproduzir no hemisfério sul.

BBC Brasil, BBC

28 Novembro 2009 | 20h57

Dois ursos panda gigantes da China chegaram neste sábado na Austrália, onde ficarão dez anos no zoológico de Adelaide.

O macho Wang Wang, de quatro anos, e sua companheira Funi, de três, foram recebidos com festa no aeroporto por funcionários do zoológico.

Eles esperam que os ursos se tornem o primeiro par a se reproduzir no hemisfério sul.

Eles foram levados do aeroporto direto para quarentena no zoológico. Na sua alimentação, os pandas têm direito a algumas mordomias. O bambu que eles comem foi importado especialmente de Sichuan, a sua província natal.

US$ 500 milhões

"Eles estão muito bem. Eles estão na área de quarentena e estão muito felizes e relaxados", disse a porta-voz do zoológico, Emily Rice.

O cativeiro especial inclui pedras refrigeradas para mantê-los no frio, já que o verão que está chegando na Austrália promete registrar temperaturas recordes.

O zoológico de Adelaide tem um histórico positivo de fazer animais ameaçados de extinção se reproduzirem.

A primeira aparição pública de Wang Wang e Funi está marcada para o dia 14 de dezembro.

As autoridades acreditam que os ursos podem gerar mais de US$ 500 milhões em recursos durante os dez anos em que ficarão no zoológico de Adelaide, devido ao interesse do público em geral.

Os pandas foram oferecidos à Austrália pelo presidente chinês, Hu Jintao, em 2007, como gesto de amizade. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
animais panda Austrália China urso zoológico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.