Aquecimento pode provocar escassez de alimentos, diz estudo

O aquecimento global deve prejudicar a agropecuária e provocar uma grave escassez de alimentos para metade da população mundial, disseram pesquisadores dos EUA na quinta-feira. Os piores efeitos ocorrerão em algumas das regiões mais pobres do planeta, nas zonas tropicais e subtropicais, segundo o artigo publicado na revista Science por David Battisti, professor de Ciências Atmosféricas da Universidade de Washington, e Rosamond Naylor, diretora de Segurança Alimentar e Meio Ambiente na Universidade Stanford (Califórnia). Os dois combinaram observações diretas com dados de 23 modelos climáticos globais, e concluíram que há mais de 90 por cento de probabilidade de que, até 2100, as temperaturas mais baixas da época da safra nas zonas tropicais e subtropicais serão superiores às temperaturas máximas atuais. Nas zonas temperadas a média de temperatura também deve ser bem superior à atual. "Estamos pegando o pior do que vimos historicamente e dizendo que no futuro será muito pior, a não ser que haja algum tipo de adaptação", disse Naylor. Já há algumas amostras do que vem pela frente, como a onda de calor que atingiu a Europa no verão de 2003, resultando em mortes e na redução da produção de alimentos, segundo os pesquisadores. O calor afeta lavouras como de milho e frutas, e acelera o amadurecimento em 10 a 20 dias. O gado também se ressente, o solo fica mais seco, e a agricultura consome mais água, acrescentaram. A atual safra italiana de milho foi 36 por cento menor que a do ano anterior, e na França a produção de milho e pasto caiu em 30 por cento, a safra de frutas teve redução de um quarto, e a colheita de trigo foi 21 por cento menor, relataram os cientistas. "O que mais me chocou é que, quando olhamos para os nossos exemplos históricos, sempre havia formas de resolver o problema dentro de um determinado ano. As pessoas sempre poderiam procurar comida em outro lugar", disse Naylor. "Mas no futuro não haverá nenhum lugar para recorrer, a não ser que repensemos nossa oferta de alimentos." (Editing by Cynthia Osterman)

MAGGIE FOX, REUTERS

09 Janeiro 2009 | 11h17

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE FALTACOMIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.