Arquivo/AE
Arquivo/AE

AmBev investirá R$ 44 milhões na área ambiental em 2010

Companhia, que já comercializa subprodutos como vidro e alumínio, quer promover o uso consciente da água

Tatiana Freitas, da Agência Estado,

11 Março 2010 | 15h31

A AmBev investirá R$ 44 milhões na área ambiental em 2010, de um total de até R$ 2 bilhões que a companhia pode destinar ao País este ano. A informação é do diretor de Relações Institucionais da fabricante de bebidas, Milton Seligman, que participou nesta quinta-feira, 11, de evento de apresentação de uma ampla campanha de mobilização para o uso consciente da água.

 

Veja também:

linkProjeto que regula descarte de lixo passa na Câmara

linkFundo constitucional financiará programa ambiental em MT

 

A campanha lançada pela empresa, batizada de "Movimento CYAN", em referência à cor que representa esse recurso natural, envolve o elemento que representa 95% da matéria-prima utilizada pela indústria e, logo, é fundamental para a sustentabilidade do negócio da AmBev, ressaltou o executivo.

 

"A gestão ambiental não é um custo para a empresa. Pelo contrário, ela gera um resultado positivo para a companhia", disse. No ano passado, de acordo com Seligman, a AmBev teve um ganho de R$ 79 milhões com a comercialização de subprodutos como bagaço de malte, vidro e alumínio. Em 2009, segundo Seligman, o nível de reaproveitamento de subprodutos atingiu 98,2%.

 

Também no ano passado, a companhia bateu seu recorde de economia no uso de água para a produção de bebidas, utilizando em média 3,9 litros de água por litro de cerveja ou refrigerante, ante 4,11 litros em 2008. Nos últimos sete anos, a AmBev economizou 14,2 bilhões de litros de água, o suficiente para abastecer por um mês uma cidade como Belo Horizonte (MG).

 

O Movimento CYAN compreende, basicamente, duas ações da fabricante de bebidas. Em uma parceria com a Organização Não Governamental (ONG) WWF, a companhia adotará a Bacia de Corumbá, no Distrito Federal, que abastece uma fábrica da AmBev localizada em Brasília, a Filial Gama. O objetivo é proteger cinco nascentes, além da mobilização da comunidade e apoio para a formação de um comitê gestor da bacia hidrográfica.

 

Na outra ação, a AmBev tem como parceiros a ONG holandesa Water Footprint Network e a Universidade de São Paulo. A empresa vai calcular o consumo de água em toda a cadeia produtiva, a fim de estimular o uso consciente da água também em fornecedores. A AmBev promoverá ainda ciclo de debates com especialistas, exposições interativas e uma campanha publicitária para promover o uso responsável da água.

 

O Movimento CYAN será lançado oficialmente em 22 de março, no próximo Dia Mundial da Água, em um evento no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Ambev investimento meio ambiente agua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.