Agência vinculada à ONU lança alerta para mortes dos recifes de corais

Entre os fatores prejudiciais estão o aumento da intensidade dos ciclones e a acidificação dos oceanos

ANSA

27 Outubro 2010 | 10h50

A Organização Meteorológica Mundial (OMM), um organismo internacional parceiro da ONU, alertou na quarta-feira a perda de cerca de 20% dos recifes de coral, considerados sistemas complexos que incluem muitos animais e plantas.

Em um informe sobre "Clima, Carbono e Recifes de Corais", a OMM afirmou que outros 25% dos corais do mundo estarão ameaçados durante os próximos 100 anos, devido aos efeitos da mudança climática.

Entre os principais fatores que podem prejudicar esses ecossistemas estão o aumento da intensidade dos ciclones e a acidificação dos oceanos, que absorvem excessivas quantidades de dióxido de carbono (CO2) da atmosfera.

A OMM enfatizou ainda que nos recifes vivem 25% das espécies marinhas e que, em términos econômicos, os corais têm um valor anual de US$ 30 bilhões por seu papel na proteção das costas, na produção de alimentos e no turismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.