2011 foi um dos anos mais quentes da história, diz organização

As temperaturas globais em 2011 atingiram o décimo primeiro nível mais alto já registrado na história, apesar do resfriamento influenciado pelo fenômeno La Niña, disse a Organização Meteorológica Mundial (OMM) nesta sexta-feira.

REUTERS

23 Março 2012 | 10h31

Na média, as temperaturas globais em 2011 foram menores que o nível do recorde atingido no ano anterior, mas ainda ficaram 0,4 graus centígrados acima da média entre 1961-1990, afirmou o relatório.

"O mundo está aquecendo por causa das atividades humanas e isto está resultando em um impacto de longo alcance e potencialmente irreversível para nossa Terra, atmosfera e oceanos", disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud.

O La Niña, fenômeno climático natural ligado a fortes chuvas e enchentes na região Ásia-Pacífico e América do Sul e seca na África, estava ativo no oceano Pacífico tropical até o último mês de maio.

(Por Emma Farge; com reportagem adicional de Nina Chestney, em Londres)

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE TEMPERATURA RECORDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.