Cuidados com as plantas que podem intoxicar o seu animal de estimação

Lucia Damico

02 Novembro 2012 | 06h24

Se você gosta de plantas e animais, é bom ter cuidado. Independentemente do tamanho dos bichos ou da sua casa, saiba que gatos, cães, porquinhos-da-índia, coelhos, hamsters e outros ‘pets’ adoram mastigar praticamente qualquer coisa e a intoxicação dos mascotes por plantas é bem mais comum do que se imagina. “Os animais são muito inteligentes e curiosos, estão sempre à procura de novidades”, explica o médico veterinário Felipe dos Santos de Agostinho. Por isso, é bom manter perto deles somente as plantinhas que não oferecem nenhum perigo à saúde.

“Coelhos adoram trigo e aveia, que são muito nutritivos e saudáveis. Gramíneas e brotos são as preferências de cães e gatos. O porquinho-da-índia gosta muito de trigo e de alface” afirma o especialista.

Outra boa escolha é o quebra-pedra, muito utilizado em chá, recomendado aos animais que sofrem de problemas renais. E se a sua cadelinha apresentar gravidez psicológica, a dica é chá de salsa, que ajuda a secar o leite.

“Muitas vezes, eles ingerem as plantas e os donos nem percebem. Caso isso ocorra, lave bem a boca do seu ‘amigo’, não deixe ele comer mais nada e leve-o imediatamente ao veterinário”, alerta Felipe Agostinho.

Veja abaixo uma lista de plantas e flores que podem intoxicar seu mascote:
– Azaléia (Rhododendron spp)
– Bico de papagaio (Euphorbia pulcherrima)
– Comigo Ninguém Pode (Dieffenbachia picta)
– Copo de Leite (Zantedeschia aethiopica)
– Costela de Adão (Monstera sp)
– Espada de São Jorge (Sansevieria zeylanica)
– Hortênsia (Hydrangea macrophyla)
– Mamona (Ricinus comunis)

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com